Top

Guia completo sobre saúde mental!

Do bem estar físico todos falam, desde a mídia até os médicos em consultas. Mas e a mente, como anda? A saúde mental é a chave do sucesso em diversas áreas. Ela pode eliminar muitas condições clinicas ou ajudar em outras. O problema é o silêncio sobre o assunto. A saúde mental não se expressa claramente como o corpo físico e é sobre ela que vamos falar a seguir.

Afinal, o que é a saúde mental?

Não existe uma únida definição de saúde mental para a medicina porque não existe nada palpável para ser estudado. A afirmação é da própria Organização Mundial de Saúde (OMS) que admite diferentes definições para a saúde mental.

Pode-se definir, portanto, como saúde mental a saúde da mente, a parte psicológica do ser humano.

Uma outra definição também conhecida é do grau de qualidade de vida de uma pessoa, do quanto ela desfruta de um bem estar. Seria como a pessoa vive bem mentalmente a ponto de evitar doenças físicas. Ambas as definições são aceitas.

Doenças que afetam a saúde mental

Apesar de não ser algo físico a nossa mente pode ficar doente. Demorou alguns séculos para o ser humano descobrir e compreender isso, mas ficou claro para a medicina que nem sempre a mente de uma pessoa funciona bem. São ai que surgem os distúrbios mentais.

A maior parte dos distúrbios mentais são doenças as quais a causa, os sintomas e a cura estão relacionados com a mente. Não existem sinais claros fisicamentes que elas existem e o diagnóstico é feito através de conversa, análise comportamental e fala.

São exemplos de doenças mentais / psicológicas:

  • Depressão;
  • Esquizofrenia;
  • Síndrome do pânico;
  • TOC – transtorno obsessivo compulsivo;
  • TEP – transtorno de estresse pós traumático;
  • Fobias – de altura, animais, insetos, social, dentre outras;
  • Bipolaridade;
  • Transtornos alimentares – anorexia, bulimia, dentre outros;
  • Transtornos de persononalidade;
  • Dentre outros.

Os problemas descritos acima podem ter vários níveis, de leves a graves. A especialidade médica responsável por um diagnóstico é o psiquiatra. Este médico pode tratar por meio de medicamentos e acompanhamento com terapia.

Quando a saúde mental não vai bem e não é doença

Assim como nosso corpo físico a saúde mental pode não estar bem e mesmo assim não estarmos doentes. Não é porque não desenvolvemos nenhum dos distúrbios psiquiátricos descritos acima que estamos 100% com a parte psicológica do nosso corpo. As vezes as coisas não estão legais.

Um dos grandes problemas com a saúde mental é não haver sintomas claros para indicar se há algo errado. É considerado por especialistas ‘um problema silencioso’ porque não se sabe quando ou onde começa, apenas quando já existe.

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde mais de 30% da população do mundo sofre com algum problema em sua saúde mental. Podem ser condições simples como ansiedade ou algo mais grave como a depressão, um dos maiores males da modernidade.

Sintomas de problemas com a saúde mental

Como estamos falando de algo completamente interno é comum a terceiros não perceber se seu parceiro, amigo ou filho está passando por algum problema de saúde mental. E é ainda mais incrível descobrir que as vezes nem nós mesmos percebemos nosso real estado psicológico. Eventualmente pessoas se descobrem com problemas tardiamente.

São alguns sintomas de que a saúde mental não está legal:

  • Dores de cabeça;
  • Dificuldade para dormir – acordar várias vezes durante a noite ou insônia;
  • Dores no corpo sem quadro clínico aparente;
  • Ansiedade;
  • Calafrios;
  • Sonhos perturbadores – os que te fazem acordar assustado;
  • Não sente vontade de sair;
  • Não querer conversar com amigos;
  • Aumento da pressão arterial em momentos específicos (sob pressão, ansiedade, dentre outros);
  • Insistir em ficar sozinho.

Para algumas pessoas todos os sintomas citados acima são comuns. Para outras apenas um ou dois. De toda forma surgindo apenas um dos quadros acima já é motivo de ficar em alerta porque algo não esta andando como deveria com a mente.

Como cuidar da saúde mental no dia a dia

Apesar de ser algo interno e intimo de cada um é possível cuidar da saúde mental no dia a dia. Assim como cuidados da dieta para evitar sobrepeso, por exemplo, ou buscamos praticar atividades físicas para melhorar o corpo, podemos tomar medidas para cuidar da saúde da mente no dia a dia. São boas dicas:

Pratique atividade física

A liberação de hormônios da felicidade deixa uma sensação maravilhosa de prazer e bem estar no corpo. O ideal seriam entre duas e três vezes na semana, mas faça no tempo conveniente para a sua agenda. Vale uma caminhada, natação, esporte coletivo ou o agradável para sua personalidade.

Faça meditação

A prática de Yoga como um todo é excelente. Ela melhora a flexibilidade, resistência e ainda te ajuda a meditar. Mas se não te agrada a ideia de praticar a arte milenar indiana, uma sugestão é tentar apenas a meditação guiada. Há vídeos online com com mantras e instruções de como fazer.

Com cerca de 5 minutinhos do seu dia de meditação dá para obter vários benefícios.

Leia mais

A leitura é um excelente estimulante mental. Por alguns minutos sua mente se dispersa de pensamentos negativos e de qualquer problema da rotina diária. São ninutos mágicos, agradáveis. Busque temas os quais você gosta e se debruce em livros como um hobbie.

Alimente-se bem

Em muitos casos a ausência de sono, cansaço e impaciência são causados por desnutrição. E isso pode ser remediado com uma dieta equilibrada, sempre fazendo as refeições principais com calma.

Cultive hábitos positivistas

Em outras palavras, cultive hábitos os quais deixem apenas um saldo positivo. Evite transtornos, discussões. Se ir para a academia te faz atravessar um engarrafamento e isso te causa estresse, por exemplo, talvez seja melhor caminhar nas ruas próximas de casa. Busque alternativas as quais tragam um saldo positivo para a sua saúde mental.

As dicas acima são apenas sugestões de como cuidar da sua saúde mental. Entendendo mais o problema e sabendo identificar os sintomas cada um pode encontrar uma solução agradável para si mesmo. E caso não sinta melhora e os sintomas continuem aparecendo, um psicólogo ou psiquiatra deve ser consultado.

No Comments
Add Comment
Name*
Email*